Home - Rachadura Visual
Reproduzir vídeo
LITERATURA * KEYTHE TAVARES

tá no ar a pré-venda do meu primeiro livro de poesias que vai sair pela editora urutau. um sonho tão grande que desde que me entendo por gente aspiro e agora se torna realidade.

vem saber mais sobre como tá funcionando a pré-venda e espiar um pouquinho do livro, te conto tudo!

LITERATURA * KEYTHE TAVARES
o prazer sexual e erótico nos é negado pela potência que nos desperta. apesar de tolhidas pela estrutura heterocisnormativa e conservadorismo religioso de possibilidades, multiplicidades e fogo na raba, somos construídas.

esta publicação é uma reivindicação do meu corpo sapatão. suado, cremoso, úmido, vivo, amante, pulsante.

é também uma conversa sobre afetividade. e amor. sobretudo, o próprio. que nos impulsiona a explorar o prazer todo que nosso corpo é capaz de sentir — juntas ou separadas!
videoclipe * colagem * KEYTHE TAVARES
Dirigido, roteirizado e montado por Keythe Tavares com animação e assistência de montagem por Magalhãez, o clipe em videocolagem mostra em vários céus as mesmas histórias.

Passam-se os anos, as estações mas as histórias se repetem. O antes e depois são mais similares que a gente imagina. Trazemos uma carga dessas histórias em nós. Somos seres compostos de diversos pedaços: bicho, planta, água, terra e coisas que a gente não sabe nem dizer de onde vem. O certo é: temos no nosso corpo vestígios do passado e do futuro. Somos a amálgama de todas as histórias de amor e ódio, tudo que já existiu e tudo que virá a existir.

drag de lança
pitombas do amor

álbum visual * rudolfo auffinger * keythe tavares

Idealizada há três anos pelos cantautores recifenses, Cristóvão e Léo Sodi, As Pitombas do Amor trazem a intensidade sonora do brega pernambucano, com características das culturas populares, a poesia escrita de suas letras abordam a realidade dos LGBTQIA+ e fundaram o primeiro bloco de frevo em Curitiba, além da Festa e Festival da Luz Vermelha.

O caboclo de lança é a inspiração do nome do álbum, da estética e tudo que diz respeito ao projeto Drag de lança. Temos muito respeito e pedimos muita licença pra falar dessa figura que é tão forte do carnaval pernambucano, da mesma forma e da mesma importância as drags todas do nosso mundão.

videoclipe * farofa tropikal * rudolfo auffinger *

Filmado em uma viagem de barco entre Belém do Pará e Alter do Chão, o segundo videoclipe de Farofa Tropikal traz a beleza e o atrevimento da mulher paraense.

cinema experimental * KEYTHE TAVARES * rudolfo auffinger * francisco mallmann

A partir do poema ‘o que faremos com ele’ de Francisco Mallmann publicado em 2018 no livro ‘haverá festa com o que restar’, Keythe e Rudolfo, que tiveram suas infâncias em ambientes evangélicos, enquadram as corpas sob o olhar de uma cruz cristã, que desde o Brasil Colônia cerca nossas realidades.

 Montado quase como um altar projetado em um rolo de papel de 5m de altura a obra lembra o olhar moral, punitivo e dominante e suas resignificação pelas bichas brasileiras. 

O cristofacismo, a lgbtfobia e a arte pop LGBTI brasileira são as fontes da colagem que narra, quase de forma litúrgica pelo próprio autor do poema, as várias alternativas que temos para fazer com deus, caso ele volte

videoclipe * KEYTHE TAVARES * rudolfo auffinger * francisco mallmann

Um manifesto, um berro, uma afirmação de identidade. A partir do convite de Neide Marela e Bernardo Stumpf a Rachadura registrou a noite de conclusão do projeto de residência artística 20 minutos.mov que reuniu bichas para dançarem vogue e jogar basquete na praça pública.

desdenhas
farofa tropikal

videoclipe * FAROFA TROPIKAL * rudolfo auffinger *

O single “Desdenhas”, composição da vocalista e baterista Layse Rodrigues, fala dos jogos de amor nos relacionamentos e de como o amor é tratado nos tempos de hoje, onde as pessoas trocam companhias por celulares, mensagens deixam de ser respondidas por orgulho quando o amor deveria ser assim, leve e sem meias palavras. 

acústico * FAROFA TROPIKAL * rudolfo auffinger *

Conheça os vídeos dos artistas que fizeram parte da primeira edição do Rachadura ao Vivo. Convidamos Vinicius Ruiz, Bernardo Esposito e Bianca Amante para gravar na cozinha da nossa casa. 

Por mim atravessam muitas, por muitas atravesso.
Simbolizo transformações e carrego lembranças.
Tenho na minha estrutura o todo da minha história.

Sou reflexo e consequência do passado.
Sou uma janela para o futuro,um ponto de vista.

Uma perspectiva, um rompimento.

Novos caminhos para a luz, a água, o ar…
Sou outras possibilidades de criação.

É tão gostoso olhar uma foto de anos atrás e assistir um vídeo de um evento que nos marcou. As imagens tem o poder de provocar lembranças e despertar emoções que nos fazem reviver momentos. Os registros são importantes tanto para memória como para promoção e visibilidade nas redes. A gente ama capturar esses momentos não apenas com bons equipamentos, mas também com muita sensibilidade e agilidade.

Scroll Up
Scroll Up